Congregação Yaoshorulita oCaminho

Escrituras Sagradas segundo o NOME

Quem Somos

COMO FAZER PARTE DA CYC

CONTRIBUIÇÕES

SEMINÁRIO EM SUA CIDADE!

 

SHEMA YSRAEL, YAOHUSHUA ELOHENU UL, YAOHUH  ECHAD! Dt 6:4.

Escuta Yaoshor'u! Yaohushua é o nosso Criador; o Eterno é um Só!

Principal

Onde Estamos

Assim Cremos

ESN - Editora

Curso de Teologia

Devemos Construir Templos/Igrejas?

 
Imprimir

"Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia" HB 10:25.

 

Desigrejados. A nova moda entre os crentes deste século perturbado!

By Silvio Costa

- Edição de oCaminho -

 

...Sai dela, povo Meu, para que não sejas participante dos sete pecados, e para que não incorras nas suas pragas. Ap 18:4

Não abandonando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia. Hb 10:25.

 

Os “sem igreja” ou mais comumente denominados de “desigrejados” não são oficialmente filiados a qualquer instituição convencional de culto religioso cristão; mas nem por isso se consideram desviados e menos ainda excluídos do Reino do Messias. O entendimento dos novos adeptos deste “movimento de uma igreja personalizada e doméstica” [cf. lemos em Atos] é que foram eles que se desvincularam da “igreja dos homens” e do profano sistema religioso de Babilônia, preconizado e denunciado no Livro das Revelações; alardeiam os novos posicionados eclesiológicos, se é que os posso chamar assim?

E todos os dias, no templo e nas casas, não cessavam de ensinar, e de anunciar a Yaohushua hol’Mehushkyah (At 5:42).

Desigrejado é um recente fenômeno conceitual de cunho religioso e “interpretação aberta”; melhor classificado como movimento ideológico – rasamente bíblico, equivocadamente histórico e como nova “logia na igreja” é sistematicamente contraditório. A proposta “desigrejada” apela ao comportamento de oposição de seus intérpretes e proponentes à eclesiologia congregacional e institucionalizada pelas denominações evangélicas; provocando uma nova tendência relacional entre alguns crentes quanto à igreja: a de tentarem praticar e viver a “fé e a vida discipular” fora do cristianismo “tradicional”. Termos como evangélico, protestante, tradicional, pentecostal, carismático e neopentecostal foram repugnados por esses retirantes. Na concepção dos “sem igreja”, foi necessário despojarem-se desses sistemas, concílios, dogmas, lideranças e responsabilidades de membresia local que caracterizam a igreja constituída para enfim, alcançarem o verdadeiro sentido de crer e viver como a eclésia [Kehiláh] de Cristo nesta terra.

Agora, olhem por vocês próprios e pelo rebanho de Maoro’hé Yaohushua. O RÚKHA HOL’KODSHUA vos constituiu zaokanyáo (anciãos) para alimentar a sua Oholyáo, que Ele comprou com o Seu próprio 'DAM' (sangue). At 20:28.

O conceito de “desigrejado” que supostamente foi referenciado no modo de ser da igreja primitiva (os crentes se reuniam geralmente em casas) e nas missivas paulinas e joaninas formataram uma disfunção e desconcreção do conceito tradicional de “igreja” entendido e praticado por nós. Esta corrente interpretativa fornece não apenas uma supervalorizada visão individualista e independente de “ser igreja”; cunha não apenas um neologismo de referência ao desligamento total do mundo eclesiástico. Sua postura propõe refluxos ideológicos quando afirma que a grande maioria de cristãos que ainda permanece nessas “assembléias do sistema religioso minado da besta”, devem também desligar-se daí o quanto antes e citam como embasamento profético para tal conclamação o texto de Apocalipse 18:4 – “Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas”.

Aqui temos a primeira grande confusão: Estes “desigrejados” não fazem separação entre Igreja [Kehiláh] e congregação [oholyáo]. E pior, confundem a Kehiláh como sendo DENOMINAÇÃO e como esta última, devido à apostasia, crenças particulares – principalmente a doutrina da trindade – e corrupção de seus líderes, tornou-se Babilônia. O texto de Apocalipse 18 fala delas e DELAS devemos sair. Porém, não devemos SAIR da Kehiláh que o próprio Messias fundou [com seu sangue sobre a pedra (Verdade) dita por Pedro/Kafós: que o Messias é o Filho do ETERNO]!

Shamiúl Káfos respondeu: Tu és ha-Mehushkyah, ha-BOR de YAOHUH, vivo. YAOHUH abençoou-te, Shamiúl, filho de Yaohu’nah, porque quem te revelou isso pessoalmente foi o meu YAOHU’ABI do céu; não é qualquer pensamento humano. Tu és Káfos; e sobre essa rocha [Verdade] edificarei a minha Kehiláh (Igreja); nem as forças todas do she’ol nada poderão fazer contra ela. Dar-te-ei as chaves do reino [que vem] dos shuã-ólmayao; todas as portas que fechares na terra serão fechadas no céu; e todas as que abrires na terra serão abertas no céu!; Mt 16:16-18

Os “desigrejados” acham que tem fundamentos suficientes para posicionarem-se contra as igrejas convencionais, históricas, tradicionais, clássicas e recentemente instituídas como organizações de interesses e motivações puramente humanas e capciosas. Para falar a verdade até que tem “uns ajuntamentos e umas empresas” que querem se passar por “igrejas”, pregando somente um “evangelho de prosperidade” seco de santidade e encharcado de prazeres terreais... Mas. daí a GENERALIZAR que as igrejas evangélicas juridicamente constituídas, adequadamente sob formas de governo transparentes são iguais a àqueles grupos que se vendem na TV e promover com isso, uma variação interpretativa exagerada e uma nova polaridade do que é “ser igreja” é no mínimo pintar um quadro com apenas uma cor! Por vezes, tais quadros são LINDOS, porém, em sua essência, são irreais; isto é, não existem, é pura concepção humana!

Porque vale mais um dia nos teus átrios do que em outra parte mil. Preferiria estar à porta da casa do meu Deus, a habitar nas tendas da perversidade. Sl 84:10.

A razão do ato de “desigrejar-se” não é motivado por nova revelação bíblica; por movimento de retorno à Palavra ou clamor pela chegada de avivamento. Evidenciam-se como motivação saliente de descontentamento pessoal e também de conveniência própria (insatisfação e aspiração). Apesar disso, eles defendem uma vida religiosa mais familiar (caseira) e uma profissão de fé doméstica (descaracterizada de igreja organizada). Para justificar sua saída, sustentam que os escândalos nas igrejas e os desvios bíblicos do papel e da função da mesma, são a causa para tal decisão. Esses crentes que já estão na “saideira gospel” precisam considerar não apenas os fatores “escandalosos e escatológicos da religião” para fazerem suas promulgações de êxodo; carecem estudar a própria doutrina da igreja. A eclesiologia bíblica e teológica não deixam ninguém com dúvidas quanto ao fundamento da igreja (Mt 16:18; I Co 3:11), sua composição mística e universal (Hb 12:23) e sua presença organizada como congregação (oholyáo) local de cristãos (At 11:26).

Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do Criador. Sl 122:1.

A igreja universal de Cristo (que não é uma denominação ou placa), aquela que o mesmo virá ao seu encontro em Sua volta – At 15:16 – é composta por crentes vivos (e até mortos, mas que no dia de Sua vinda ressuscitarão) que foram salvos por Ele em todas as eras e tempos. Mesmo assim, existe a inegável realidade da igreja local organizada com cultos, liturgias, ministérios, lideranças, coletas, contribuições, etc. (At 2:46,47; I Co 14:6; 6:1-6; 13:1-2; Ef 4:11-12; Hb 13:17; I Co 16:1; Rm 15:26; I Co 9:1-13; Hb 7:8; Lc 11:42). Finalizando, chamo à atenção daqueles que estão pretendendo sair de suas igrejas e fixarem-se nessa nova posição de “desigrejados”; asseguro-lhes que tal decisão não será o melhor para a vida de vocês...

Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz. I Pe 2:9.

Portanto, REAFIRMO, o erro não está na IGREJA,,, mas sim nas doutrinas espúrias pregadas em CADA ”denominação” e daí, o texto é claro: Sai dela povo Meu!!! Saia de BABILÔNIA e se ligue à verdadeira Kehiláh, aquelas que o próprio Messias Fundou... É esta “Igreja” que Ele virá resgatar.

...para apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem qualquer coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. Ef 5:27

Reconsiderem a conclusão de saírem da igreja; é uma decisão importante que se existir realmente a necessidade justificável de desligar-se da Babilônia, recomendo-vos a buscarem em oração e em visitação à outra igreja que prega verdadeiramente a Palavra do Messias, para lá continuarem a servir ao ETERNO. Não saia de Babilônia parta ficar rondando no deserto do Egito! Saia sim das Igrejas (denominações) concorrentes à Kehiláh do Messias e fique com a Verdade.

E agora responda: Devemos construir templos? Se você respondeu que NÃO, infelizmente você não entendeu nossas colocações acima. E, antes de continuarmos; mostre-nos, nas Escrituras, uma única passagem que positivamente diga: Não se pode construir templos/igrejas (prédios)! Digo isto porque o principal argumento dos “desigrejados” é este: “Onde, nas Escrituras (diga-se Nova Aliança, como querem) temos uma ORDEM para construir templos?

Perguntam eles: Se o CRIADOR está em toda parte, por que construir templos? Respondemos: Nós não vamos aos templos para encontrar ao ETERNO, mas para louvá-lo e adorá-lo em comunhão com nossos irmãos. Além disto, vamos compartilhar nossas experiências e aprender mais da Palavra e da vontade do Messias com aqueles que vivem há mais tempo na fé. Ao congregarmos em um templo [construção física, não denominação], temos grande possibilidade de formarmos grupos de amigos, ou conhecermos, de repente para os jovens, até a pessoa com quem vão se casar. Nestes locais também realizamos um ato de extrema importância que o próprio Messias Yaohushua nos ensinou, que é a Ceia pascal, na qual relembramos o sacrifício dele na cruz por nós.

Por meio de um templo, nós podemos inclusive colocar em prática muitos dos dons que o CRIADOR nos concede, como a do ministério pastoral, ou o ministério de ensino, ou qualquer outro tipo de atividade que nos integre com nossos irmãos e se enquadre como um serviço cristão; afinal, o ser humano não foi feito para viver só, e depois de convertido, esta convicção fica cada vez mais firme. Podemos inclusive servir uns aos outros, e nós mesmos como congregação nos organizar para servir aos de fora, que tem necessidades tanto físicas quanto espirituais.

Visto que os motivos para os tais se “desigrejar” – como dissemos no início deste estudo – é a confusão que ronda em muitas mentes... Igreja, como definida nas Escrituras, é o conjunto de todos os crentes em Yaohushua hol’Mehushkyah, de todas as épocas. Não é uma instituição humana, nem física: foi o próprio CRIADOR [Yaohushua cf.Jo 1:3, 14; Hb 1:2] quem criou a Igreja, e ela não é a mesma coisa que templo. Um templo pode conter uma congregação de pessoas que faça parte da Igreja de Cristo, mas a Igreja não é o templo.

Portanto, estas diversas denominações que hoje existem não era o plano original do Messias. Infelizmente, mesmo na época do apóstolo Paulo/Sha’ul, já existiam dissensões na igreja, tentando criar grupos com interesses distintos (I Co 1:11-17). Assim, por um detalhe ou outro diferem na interpretação de alguma passagem bíblica, surgiram diversas denominações, embora pregando o Evangelho; acabaram por ensinar ‘outro evangelho’; também já combatido nos tempos de Paulo/Sha’ul (Gl 1:6-10). Já, os templos são, primordialmente, casas de oração. E são casas de oração para todos os povos... É isto que diz a Palavra em Is 56:7 e Mc 11:17. Deve ser um local onde a reverência ao ETERNO concentre esforços coletivos . Nada que há lá deve tirar o foco disto. E ele [o templo] é para ‘todos os povos’. Não é um lugar onde só entram os ‘perfeitos moralmente’, e sim para qualquer um que queira achegar-se ao Mestre de toda a criação, o nosso Salvador Yaohushua e, com Ele aprender a Verdade, livrando-se do erro.

Mas o CRIADOR, não levando em conta os tempos da ignorância, manda agora que todos os homens em todo lugar se arrependam; At 17:30

É importante ressaltar que o tamanho de um templo, ou a quantidade de pessoas que lá congregam, não significa que este templo é mais (ou menos) abençoado pelo ETERNO, ou ainda, que este povo seja mais (ou menos) santo. A pedra fundamental da Igreja é Yaohushua, e cada um de nós que faz parte dela está firmado nesta rocha eterna. Os ‘tijolos’ desta igreja são cada um que ‘ouve os Seus 10 Mandamentos e os pratica’ (Jo 14:18-23). Nós somos o ‘material de construção’; portanto, prosperidade material não está ligada, necessariamente, à boa espiritualidade ou à santidade.

Veja algumas passagens bíblicas para a sua meditação. Todas falam em nos congregar; algumas são ordens do nosso próprio Criador.

Ajunta o povo, os homens e as mulheres, os meninos e os estrangeiros que estão dentro das tuas portas, para que ouçam e aprendam e temam ao CRIADOR, vosso UL, e tenham cuidado de fazer todas as palavras desta lei. Dt 31:12.

Lembramo-nos, ó UL’HIM, da tua benignidade, no seio do teu templo. Salmos 48:9.

Salva-nos, Criador, nosso UL, e congrega-nos dentre os gentios, para que louvemos o Teu Nome santo, e nos gloriemos no Teu louvor. Sl 106:47.

Ouvi a palavra do Criador, ó nações, e anunciai-a nas ilhas longínquas, e dizei: Aquele que espalhou a Yaoshor’ul o congregará e o guardará, como o apascentador ao seu rebanho. Jr 31:10.

E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras, não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia. Hb 10:24,25.

Portanto, não estamos ignorando a verdade bíblica da assembléia universal de Cristo ser composta pelos crentes, que são os verdadeiros templos do Espírito (Jo 14:23); mas, reafirmamos que existe um sistema concorrente à Kehiláh fundada pelo Messias e que este é delatado nas Escrituras como sendo Babilônia. Deste sistema fundado pela Besta, é que devemos sair... Isto não nega a necessidade do crente reunir-se em congregações locais – como nos dias de Atos – e que se for preciso construir um local de reuniões – popularmente chamado de templo ou igreja – devemos fazê-lo, principalmente porque não existe uma ”proibição explicita”! Isto posto,, devemso ser totalmente contra essa celeuma anti-congregacional, anti-templo, anti-pastores como a generalização de verdade comportamental para o cristão de nossos dias.

Yaohushua jamais incentivou ou deixou exemplos para o desigrejismo, muito pelo contrário. Ele combateu o sistema hipócrita sem deixar de frequentar e valorizar a sinceridade proposta pelo templo – essa forma de Yaohushua lidar com o “sistema” não se encaixa no conceito dos desigrejados – o de não se filiar ou não frequentar uma igreja organizada. Se ir a um templo para adorar e louvar ao ETERNO fosse tão pernicioso aos discípulos de Yaohushua, o próprio Messias teria se comportado de modo diferente do que foi registrado nos Evangelhos. Yaohushua foi praticante exemplar dos ensinos dados a Moisés/Mehushua, segundo a Bíblia, e cumpriu toda a Lei. Por isso, se circuncidou, participava das festas religiosas anuais da nação yaoshorul’ita e era presente nas reuniões solenes do templo. Sempre que estava em Jerusalém/Yaosh’ua-oléym, o mestre salvador frequentava-o. O Novo Testamento existe por conta da vida, ensinos, milagres e exemplos de YAOHUSHUA HOL’MEHUSKHÁY com foco em nossa evangelização e discipulado; e como referência maior para a vida cristã, como se comportou Cristo em relação a frequência ao templo?

Como lidou o Salvador Ungido contra os escândalos que envolvia a religião monoteísta de seus pais? Vejamos: Ele combateu os mercenários do templo (sem jamais através dessa constatação ensinar ou promover o afastamento dos adoradores do templo, como tentam se justificar, hoje, os desigrejados). Porque não fundou Yaohushua um novo templo? Porque já tinha o da religião de seus pais! E, em relação ao Messias da plenitude dos tempos, o judaísmo estava em total desarmonia; e mesmo assim Yaohushua frequentava uma das representações religiosas mais expressivas daquele sistema: o templo. Nem por tal desacordo, Ele abandonou a frequência ao templo – o mestre sabia que o problema estava no coração e na mente das pessoas e não naquela construção que fora embeleza por Herodes. Desta forma, Yaohushua em sua realidade terrena e na faceta humana de sua pessoa encarnada, foi absolutamente pró-reuniões no templo, apesar dos pesares de sua época!

Vejamos os hábitos (de congregar no templo) de Cristo e seus apóstolos e até dos crentes primitivos:

E Kafós e Yaohukhánam subiam juntos ao templo à hora da oração, a nona. At 3:1

Ide e apresentai-vos no templo, e dizei ao povo todas as palavras desta vida. At 5:20

E aconteceu que, tornando eu (Sha’ul) para Yaosh’ua-oléym, quando orava no templo, fui arrebatado para fora de mim. At 22:17

E foram ter com ele (Yaohushua) no templo cegos e coxos, e curou-os. Mt 21:14

E todo o povo ia ter com ele (Yaohushua) ao templo, de manhã cedo, para o ouvir. Lc 21:38

O qual, vendo a Kafós e a Yaohukhánam que iam entrando no templo, pediu que lhe dessem uma esmola. At 3:3

Mas, no meio da festa subiu Yaohushua ao templo, e ensinava. Jo 7:14

E aconteceu que, passados três dias, o acharam (Yaohushua) no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os, e interrogando-os. Lc 2:46

E todos os dias, (os discípulos, a igreja primitiva) no templo e nas casas, não cessavam de ensinar, e de anunciar a Yaohushua hol’Mehushkyah. At 5:42

E entrou Yaohushua no templo do Messias, e expulsou todos os que vendiam e compravam no templo, e derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas; Mt 21:12

Mas ele, em sua defesa, disse: Eu (Sha’ul) não pequei em coisa alguma contra a lei dos judaicos, nem contra o templo, nem contra César. At 25:8

E de dia (Yaohushua) ensinava no templo, e à noite, saindo, ficava no monte chamado das Oliveiras. Lc 21:37

E pela manhã cedo tornou para o templo, e todo o povo vinha ter com ele (Yaohushua), e, assentando-se, os ensinava. Jo 8:2

E, falando Yaohushua, dizia, ensinando no templo: Como dizem os escribas que o Messias é filho de Daoud? Mc 12:35

E pelo Espírito foi ao templo e, quando os pais trouxeram o menino Yaohushua, para com ele procederem segundo o uso da lei. Lc 2:27

E tornaram a Yaosh’ua-oléym, e, andando ele (Yaohushua) pelo templo, os principais dos sacerdotes, e os escribas, e os anciãos, se aproximaram dele. Mc 11:27

 

Caro, se você quiser ficar em sua casa, com sua família e com alguns amigos e se entenderem que essa é a forma bíblica de igreja, que assim o seja! Só não se esqueçam que no fim, a prática de vocês será a mesma que a de uma igreja convencional. Alguém terá que ceder um local para as reuniões, terão que cumprir horários, alguém terá que cantar, pregar, ensinar e representar o grupo – e isso não será outra coisa senão congregar num ajuntamento informalmente organizado ainda que sem templo, faltando a este, apenas a constituição e legalidade jurídica (Lc 20:25)! Então, porque não fazê-lo numa igreja séria e sadia? Ao menos lá a estrutura congregacional será melhor para todos.

E tem mais, fazendo assim – sem templos – você estará correndo o risco de “fazer do seu jeito” e com isto não pertencer ao Corpo de Cristo; isto é, é muito importante que haja um corpo doutrinal ao qual filiar-se e, com isto, vigiar para que este realmente seja embasado no “Está Escrito”!

Mesmo que alguns aleguem motivos como: escândalos, teologia da prosperidade, pastores gananciosos e pecados aturados como motivos para o desigrejismo; estes são características de Babilônia e desta sim, devemos nos desligar. E, possuir “templos” não é o que faz dela (Babilônia) uma concorrente à Kehiláh do Messias, mas sim suas falsas Doutrinas!!!.

Mas,, o fato de existir babilônias não podem nos privar da comunhão dos santos – de congregarmos numa igreja biblicamente fundamentada na Palavra, legalmente constituída e formalmente representada do ponto de vista eclesiástico.

À essa altura acredito que não restam mais dúvidas, que o problema não é o templo, a construção de alvenaria e sim as pessoas; e nem dentro de casa, nem em grandes concentrações de massa estaremos livres de suas ações, polêmicas e problemas. E por isso, com todo amor digo: desigrejar-se não é uma solução para a igreja (crentes); se você quer restaurar o sentido da vida cristã segundo o N.T. para o “mundo cristão, protestante, evangelical e fundamentalista” de nossos dias, desenvolva-o dentro de igrejas [oholyáo – congregações] organizadas; influencie-a com seu testemunho e não com essa postura doméstica de discípulo oculto.

Apresentem textos bíblicos que refutem o ato de congregar com outros irmãos que seriamente querem servir ao ETERNO, ainda que identificados por princípios denominacionais. Enquanto não o fizerem, não podemos aceitar como “comportamento normal” essa prática de "igreja de cada um em todas as casas". A igreja tem cabeça, tem ministros, tem ordenanças, tem missão tarefa; e, reflitam sinceramente: como vão resolver essas questões eclesiológicas explicitas no N.T?

Amnao!

 CLIC AQUI, veja as nossas atuais crenças e junte-se a nós!

SAIBA MAIS:

A Oholyáo Universal e a Local

Onde Congregar?

 

 

VOLTAR

FINALMENTE!

CTA: Curso de Teologia Aplicada

   SAIBA MAIS...

Agora com Novos Cursos

Preencha o Formulário abaixo para solicitar um estudo sobre um tema específico ou dar a sua opinião sobre este estudo... Não fique com dúvidas!!!

CONTATOS

[15] 9 9191-8612 (CLARO)

         9 9781-0294 (VIVO)

         9 8121-3482 (TIM)

         9 8800-1763 (OI)

falecom@cyocaminho.com.br

 

 

DÚVIDAS

 
 

  foxyform

 

 

 

A Bíblia de Yaohushua!!!

 A única edição [VERDADEIRA] das Escrituras Sagradas segundo o Nome [ESN - EUC by CYC; Edição Unitariana Corrigida], totalmente sob a ótica de Jo 1:3 onde TUDO foi criado por Yaohushua, está à sua disposição! Nesta edição, muitas passagens onde os judaicos [e trinitarianos] não identificam Yaohushua, Ele está claramente identificado... Além disto, TODOS os nomes de profetas, personagens e locais geográficos estão no Hebraico Arcaico, a língua original das Escrituras. Solicite o seu exemplar e ou ADOTE estas Escrituras em sua oholyáo!!!

Veja mais informações e solicite a sua!

CONHEÇA: Lição Trimestral Unitariana Jovens/Adultos e Infanto-juvenil.

Lições especialmente preparadas para a Escola Sabática em sua Congregação...

CLIC AQUI  para fazer o seu pedido!

AGORA TAMBÉM COM A FUNÇÃO CARTÃO DE CRÉDITO!

 

Temas DVs

HOME

CYC

CONGREGAÇÃO

YAOSHORUL'ITA

O CAMINHO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.