SHEMA YSRAEL, YAOHUSHUA ELOHENU UL, YAOHUH  ECHAD! Dt 6:4.

Escuta Yaoshor'u! Yaohushua é o nosso Criador; o Eterno é um Só!

YAOHUSHUA PODE SER ADORADO?

Exclua o item que desejar, chegando o mause no canto esquerdo, no doc que abrir!

Imprimir

Segmentos religiosos diferenciados produzem respostas a pergunta que dá nome a este artigo. Os seguimentos dos quais menciono detêm de maneira comum o uso dos textos bíblicos, todavia seu maior diferencial consiste no fator “cristocêntrico”. Alguns movimentos religiosos que utilizam o Novo Testamento* também como livro de fé, não centralizam suas formas de adoração na figura de Yaohu’shua, eles ressaltam a pessoa do ETERNO como aquele que deve ser adorado, colocando Yaohu’shua num status até de reconhecimento messiânico, mas não deteria Ele o direito de ser adorado.

(...ao Seus pés)

Nota Inicial de oCaminhoNovo Testamento ou Nova Aliança não condiz com a santidade do ETERNO; uma vez que Ele não erra, em hipótese alguma Ele iria substituir o Seu Povo – confirmado por Sha’ul aos Romanos (11:1-4) – daí, o correto é a Renovação da Aliança, em Yaohu’shua!!!

Por muitos catequizados na doutrina da trindade, falar em adorar ao Filho, ao Espírito Santo e ao Pai é, pela sua lógica religiosa, a mesma ação. “Estou adorando a um único deus”. Não sendo esta uma questão discutível, nem mesmo digna de um estudo, já que TUDO sobre a doutrina está plenamente consolidado...

As camadas redacionais contidas no Novo Testamento corroboram para esta mentalidade desenvolvida pela Igreja Católica, a exemplo disto pode ser citado o texto de Mateus 28:19 “...em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo” referindo-se à prece ritual preservada pela Igreja Católica e suas ramificações protestantes e evangélicas atuais. Apesar dos testemunhos de imersões realizados no livro de Atos dos Apóstolos serem apenas em nome de Yaohu’shua; e assim, para o estudante atento, mostrar que algo não esta correto ou no mínimo algo inusitado ocorreu: Teria os discípulos desobedecido ao Mestre apenas dez dias depois desta (pretensa) ordem?

Mas a questão ADORAÇÃO quando refletida fora do conceito de Trindade, o que de maneira exegética é mais coerente, por não existir esta mentalidade trinitária no primeiro século, gera questões controversas quanto a quem deve ser direcionada a adoração no culto dos seguidores de Yaohu’shua.

 

SOMENTE O ETERNO DEVE RECEBER ADORAÇÃO?

Nas trinitarianas lemos: “Nunca adore nenhum outro deus, porque Deus, cujo nome é Zeloso, é de fato um deus zeloso”. (Ex 34:14).

O ETERNO expressa um tipo de exclusividade quanto ao ato de adorar, Ele deve Ser o foco de todo o serviço religioso. Qualquer outro ser celestial ou terreno, anjos, espíritos, sacerdotes ou sábios, animais, elementos da natureza ou qualquer ser humano não pode ser adorado de maneira alguma.

Yaohu’shua, quando entre nós, em princípio não distorce nem contraria este critério cultual. O que pode ser confirmado nas narrativas dos evangelhos que testemunham o diálogo entre ha’satã e Yaohu’shua: “...Retire-se, satanás! Pois está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás”. (Mt 4:10 ref. Lc 4:8). Assim lendo,, realmente fica confuso ou é fácil concluir que tão somente DEUS pode ser adorado... Mas, DEUS, para os trinitarianos tanto pode ser o Pai,quanto o Filho ou mesmo um terceiro... Nestas escrituras, tudo é DEUS, ou pior, SENHOR! Mas, vamos ler estas mesma passagens em uma Escritura unitariana (monoteísta). Ex 34:14 - Pois não adorarás nenhum ídolo, porque YAOHUH teu UL'HIM, cujo Nome é UL’QAN-AO,  é muito zeloso. E a passagem de Mt 4:10 - Vai-te, ha’satan! As Tanakh mandam: 'Adorarás a YAOHUH, teu Criador. Só a Ele prestareis culto.

Percebe? Quando discernimos com Quem ou sobre Quem se fala, o entendimento fica claro. Usar estas passagens (de uma bíblia trinitariana) para afirmar que tão somente o PAI deve/pode ser adorado não condiz coma Verdade porque não é isto que elas dizem!

Veja, confrontando esta postura inicial testemunhada pelos Evangelhos, os mesmos documentos religiosos apresentam Yaohu’shua agora sendo adorado. Ele é adorado por um leproso (Mt 8:2), por um chefe de uma sinagoga (Mt 9:18), ou mesmo por uma mulher fenícia (Mt 15:25) e por um cego (Jo 9:38). Em nenhum destes casos Yaohu’shua repreende seus possíveis adoradores.

Precipitadamente a leitura dos textos, caracteriza as Escrituras como uma reunião de documentos conflituosos que dificilmente poderiam ser utilizados como padrão para um critério cultual monoteísta. Propõem-se então uma análise mais precisa dos textos partindo não das versões portuguesas (trinitarianas), mas dos vocábulos gregos e hebraicos registrados nas principais versões.

 

ADORAÇÃO EM SEUS VOCÁBULOS GREGOS E HEBRAICOS

Quando vertido para o português, diversos termos gregos e hebraicos foram traduzidos na simples palavra ADORAÇÃO. Todavia se analisados em seus idiomas originais os textos merecem uma profunda reflexão. Destacamos os principais termos:

Shachah - inclinar-se, prostrar-se diante de um superior em deferência, proceder humildemente, diante do Criador em adoração. Provavelmente o termo mais utilizado na Tanakh [VT].

Avodah - trabalhar, servir de maneira geral, mas também referente ao serviço religioso do Templo, servir ao Criador. Em boa parte das versões portuguesas veio como adoração por estar ligado ao serviço religioso levítico; mas, trata-se, nestas passagens em “trabalhar; fazer ou executar algo”; etc.

Outros termos são ainda mencionados como formas de apresentar adoração. O vocábulo Yadah derivado de Yad - “mão”. Yadah significa bater palmas, dar graças, elogiar, louvar com mãos estendidas ou erguidas, uma forma de adoração. Halel, “saltar de alegria, regozijar-se, gritar”. A Palavra HA’OLUL-YAH deriva-se deste termo dando sentido de se regozijar em Yah – abreviação respeitosa do nome do Criador* utilizada na poesia hebraica.

Nota de o Caminho:  Os Hebraicos jamais discerniram as pessoas do ETERNO com a de Seu Filho (CRIADOR), o nosso Criador; e, com isto, em Sua Vinda não o reconheceram como sendo o Cordeiro e acabaram por crucificarem-No... Daí, muitas passagens do chamado VT, nos pode parecer confusas (Aqui, quem é que está falando? Ali, aplica-se ao Pai ou ao Filho? Etc). No entanto, João/Yao'khanan vem por ordem, esclarecendo-nos em Jo 1 sobre o Verbo e conclui que “NINGUÉM JAMAIS VIU o ETERNO” (vs 18). Aplicando-se esta revelação joanina ao VT, tais passagens conflitantes são-nos aclaradas... Sendo assim, cada vez que um dos personagens do AT (Adão/Adan; Noé/Nokh; Abraão/Abrul'han; Isaque/Yaohutz’kaq; Jacó/Yaohu'kaf; Moisés/Mehushua; Josué/Yao’sh; etc) foram instados a adorar (tira as sandálias....) era porque estavam na presença do Nosso Criador, Yaohushua – I Co 10:1-4.

Entre os termos gregos encontramos a expressão Latreia* - que veio a ser vertido para o português, hora como “serviço”, hora como “adoração”, por se referir ao serviço religioso do Templo de Jerusalém/Yaoshua-oléym.

Nota de o Caminho:  O termo idolatria (adorar à um ídolo); mariolatria (adoração à Maria); etc, vem desta palavra!

Sebomai - um termo que resume-se a “reverenciar” ou “adorar (Mc 7:6); e o termo mais comum seria proskyneo – “cair de joelhos, prostrar-se, prestar homenagem, expressar respeito ou súplica, lamber a mão ou beijá-la, tocar a testa no chão”, etc.

A diversidade de termos hebraicos e gregos geram conflitos que poderiam ser amenizados pela Septuaginta, já que esta adequou alguns equivalentes gregos aos vocábulos hebraicos dos quais eram empregados no culto ao ETERNO.

Logo, a questão se “Yaohu’shua deve ser adorado” apresenta três embates principais:

1 – Se Yaohushua é anterior ao Tempo, devemos responder à questão “Yaohushua pode ser adorado”, em três fases temporais; isto é, Antes da Sua Vinda em Carne; Durante (fartamente documentado nos Evangelhos) e, Posteriormente, após a Sua Ressurreição (também documentado por João/Yao'khanan no Apocalipse).

2 – Nenhuma relação dos seguidores de Yaohu’shua e o reconhecimento de Sua messianidade pode ferir a Unicidade do ETERNO* e o direito a Ele devido e exclusivo de Ser o foco da Adoração.

Nota de o Caminho:  O Shemá Yaoshor’ul (Ouça Israel) é a mais forte indicação da unicidade do ETERNO prevalecendo sobre o Criador, o Seu Filho. No entanto, devemos nos lembrar que o Filho procede do Pai e sendo assim, ali [no shemá] é o PAI que é exaltado como CRIADOR; porém lembremos-nos que TODA as demais coisas foram criadas pelo Filho, pelo Poder e Deferência do Pai – I Co 8:4up, 5-6 cf. Jo 1:1-3; Hb 1:2. É isto que falta aos judaicos: aceitá-Lo, ou seja, aceitar ao nosso Redentor – Rm 11:25. Sendo assim, o Shemá pode perfeitamente ser parafraseado: Escuta Yaoshor’ul! Yaohu’shua é o nosso Criador; o ETERNO é um Só!

3 – Yaohu’shua ben Ul’him, cuja existência precede à Toráh, e que Ele é um modelo de cumprimento não legalista dos preceitos, único do gênero e de paternidade Divina, cumprimento das profecias e digno de estabelecer o Milênio e restaurar a casa de Davi/Daoud sobre a Terra. Deve ser colocado em seu lugar de honra. Mas como dar ao Rosh (cabeça) de sua kehilah (Igreja) o merecedor louvor sem que Ele seja reverenciado numa condição de idolatria?

O Novo Testamento destaca uma incrível confecção dos textos referidos aos atos reverenciáveis à Yaohu’shua e ao ETERNO com termos específicos para cada gesto tido como religioso ou cultual.

Todas as vezes que foram registrados gestos interpretados e traduzidos como adoração, apenas o termo grego proskyneo foi utilizado para Yaohu’shua; e isto por convenção, dentro da Septuaginta. Mesmo no registro de Marcus em que um homem possuído se apresenta diante de Yaohu’shua, o cronista usa proskyneo para se referir ao ato dos demônios reverenciarem a Yaohu’shua, que na versão Almeida Revista e Atualizada veio traduzida como adorou (Mc 5:6). Assim...

Proskuneo NÃO possui o sentido exclusivo de adoração ao ETERNO ou adoração a um ídolo. O termo hebraico, por exemplo, significa primariamente “curvar-se”. Portanto, essa mesma palavra que significa ADORAÇÃO, é usada como tendo o sentido de reverência ou respeito para com outra pessoa, como podemos ver nos textos citados a seguir:

Gênesis 19:1 - E VIERAM os dois anjos a Sedoma à tarde, e estava Lot assentado à porta de Sedoma; e vendo-os Lot, levantou-se ao seu encontro e INCLINOU-SE com o rosto à terra.

Gênesis 33:1,2,6 - E levantou-se Yaohu'kaf os seus olhos, e olhou, e eis que vinha Esaú/Essáv, e quatrocentos homens com ele. Então repartiu os filhos entre Leáh, e Roqa’ul, e as duas servas. E pôs as servas e seus filhos na frente, e a Leáh e seus filhos atrás; porém a Roqa’ul e Yaohusáf os derradeiros. E ele mesmo passou adiante deles e INCLINOU-SE à terra sete vezes, até que chegou a seu irmão. Então chegaram as servas; elas e os seus filhos, e INCLINARAM-SE. E chegou também Leáh com seus filhos, e INCLINARAM-SE; e depois chegou Yaohusáf e Roqa’ul e INCLINARAM-SE.

Da mesma forma, o termo grego proskyneo, quando aplicado a Yaohu’shua, NÃO significa que aquelas pessoas estavam o adorando como sendo o Filho do ETERNO que  estava diante delas.

Quando, por exemplo, um homem possuído por demônios se curva diante de Yaohu’shua, o escritor está se referindo ali à uma expressão física específica da pessoa para com Yaohu’shua – não a sua adoração ao Filho do ETERNO, encarnado como homem. Assim, ao passo que certas versões traduzem a atitude do homem como adoração, outras vertem das seguintes formas essa ocorrência de proskyneo: “Ele viu Yaohu’shua de longe, correu, caiu de joelhos diante dele” (Mc 5:6; BLH). Veja a coerência na ESN - Escrituras Sagradas segundo o Nome, EUC - Edição Unitariana Corrigida by CYC: O homem tinha visto Yaohu’shua quando vinha ainda longe e, correndo ao seu encontro, deitou-se por terra na sua frente.

Vemos, então, que é o contexto que deve definir o sentido que a palavra grega proskyneo aplica à situação; bem como da sua correspondente na língua hebraica. Muitos, porém, preferem achar que o Filho do ETERNO foi naquelas ocasiões cultuado e adorado como Deus em forma humana. Preferem deixar que a doutrina da segunda pessoa da trindade seja a principal razão dessa conclusão. Entretanto, esquecem que aquelas pessoas comuns não tinham um entendimento de que Yaohu’shua era o Filho do ETERNO, muito menos que Ele seria o CRIADOR, encarnado!

Podemos exemplificar esse equívoco por meio de algo que ocorre com a versão conhecida como Vulgata Latina, a qual foi traduzida a partir da Septuaginta – uma versão grega do Antigo Testamento. Em textos do AT, como os que citamos anteriormente, a Septuaginta geralmente utiliza uma forma de proskyneo ao se referir às atitudes reverentes de Abraão/Abrul'han, Jacó/Yaohu'kaf e outros. A Vulgata, então, baseando-se na Septuaginta, acaba traduzindo a palavra grega em questão, por uma forma do latim adorare. Na versão católica Figueiredo, por exemplo, podemos achar situações em que aquelas atitudes relatadas no AT são traduzidas como 'adoração'.

Mas, todos sabem que aqueles servos do ETERNO adoravam e serviam ao ETERNO, Único, somente. Por isso a maioria das traduções verte a forma hebraica daqueles textos por inclinar-se, prostrar-se e palavras semelhantes. Contudo, curiosamente, não fazem o mesmo com relação à atitude das pessoas para com Yaohu’shua hol’Mehushkyah. Elas acabam usando no N. T. o mesmo critério que a Vulgata usou com relação a Septuaginta no A. T. – vertem proskyneo por adoração, fazendo com que em Vida, nestes textos, Ele fosse adorado. De forma que NÃO DEVEMOS usar tais passagens para se provar que Yaohu’shua deva ser Adorado!

Repetimos, proskyneo nestes textos do NT, denota uma idéia de curvar-se diante da autoridade do Messias; uma questão de reconhecimento de estar diante de alguém hierarquicamente superior, ou seja, uma questão de educação como a que víamos antigamente (já que hoje os “jovens” deixaram de fazê-lo): uma pessoa mais nova diante de uma mais velha ou diante de uma autoridade, respeitosamente chamando-os de “senhor”. Yaohu’shua não sofre nenhuma ação cultual de seus seguidores na condição de Sebomai ou Latreia. Pois ambas estão associadas a um conceito divino que (1) ou daria a Yaohu’shua a idéia de ser Ele o CRIADOR ETERNO [como quer a trindade]; a própria pessoa dEle, plena (exaustivamente rejeitada pelos judaicos, monoteístas), (2) ou o colocaria na condição de mais uma divindade de um panteão greco-romano e agora judaico frente ao costume pagão antigo de dar aos seus líderes e imperadores, encarnação divina.

Yaohu’shua, enquanto na Terra, não se colocava nesta posição (Fl 2:6) e, os judaicos, não viam nele, o Messias! As multidões que O seguiam faziam o mesmo que HOJE os crentes pentecostais fazem: estavam em busca de Graças e JAMAIS estavam havidas pela Gloria (Salvação Eterna)...

Reafirmamos, Yaohu’shua – nestas passagens – não se coloca nesta condição cultual; mas, no Novo Testamento (trinitariano) a palavra proskyneo tornou-se “exclusiva” para Yaohu’shua independente do contexto à que se refere a passagem ou se no original, estivesse presente. Em Atos 10:25-27 Cornélio decide projetar sua fé em realizar um proskyneo para Pedro/Káfos. Ele lançou-se aos pés do Apóstolo que o repreendeu dizendo que ele era um homem como ele e indigno deste ato cultual.

O mesmo acontece no livro de Apocalipse no capítulo 19:10 em que João/Yao'khanan faz o ato de proskyneo diante de um mensageiro: “Então caí aos seus pés para adorá-lo, mas ele me disse: "Não faça isso! Sou servo como você e como os seus irmãos que se mantêm fiéis ao testemunho de Yaohu’shua. Adore ao ETERNO! O testemunho de Yaohu’shua é o espírito de profecia".

Neste texto, o Mensageiro não aceita o ato de proskyneo, afirmando que este ato deveria ser feito apenas ao ETERNO, mas orienta-o a ater-se ao testemunho de Yaohu’shua, isto é, as Escrituras. Ali mesmo, no Apocalipse, a situação se repete no cap. 22:9 e, novamente o mesmo ocorre [como Yao'khanan era teimoso, não é?]; porém, apesar da resposta ter sido a mesma, a situação é outra, à qual veremos mais à frente!

 

ADORAÇÃO ATEMPORAL

Em muitas preces e canções de louvor ao ETERNO contidas nas Escrituras, assim como na maior parte das preces do Sidur (livro de ordem do serviço religioso judaico) inicia-se com a frase “Baruch atá Ul’him...” Este vocábulo baruch – bendito, ou abençoado, louvado, vem da raiz barech que traduz-se também como joelho, ajoelhar-se, prostrar-se. Exatamente a ação do termo grego proskyneo.

Um ato de adoração ao ETERNO deve ser prestado em moldes de shachah – inclinar-se, e num serviço religioso aos moldes da avodah - referente ao serviço religioso do Templo; servir ao ETERNO em adoração. Assim como a proposta contida nos equivalentes gregos sebomai e latreia devem ser direcionados única e exclusivamente ao ETERNO.

Todavia como aproximar-se do ETERNO e materializar um culto de adoração plena sem a figura do Messias? Yaohu’shua não furta a glória do ETERNO. Quando nos apresentamos no serviço religioso de nossas congregações sem nosso ato de proskyneo a Yaohu’shua hol’Mehushkyah, discernimos menos sobre O ETERNO e quem Ele é. Uma avodah (serviço religioso) pode limitar-se a repetição de rituais, ou rezas em vão de adoração e repetição de textos que aparentemente adoram ao ETERNO, mas sem kavaná (intenção). Yaohu’shua fez uso das palavras do profeta Isaías/Yashua’yah e alertou “Este povo achega-se a mim com a sua boca e honra-me com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim, em vão me sebomai (me adoram), ensinando doutrinas [que são] preceitos – mandamentos – dos homens”. (Mt 15:8-9).

Yaohu’shua plenifica o sentido da adoração. Quando fazemos nosso proskyneo a hol'Mehushkyah Yaohu’shua nos aproximamos mais do que realmente propõe o ETERNO para a adoração. Quando o Messias foi questionado pela mulher samaritana (Jo 4) onde era o lugar desejado pelo ETERNO para efetuar o proskyneo (adoração), Yaohu’shua disse que a salvação viria dos judeus [dELE] e os faria adorar em espírito e em verdade; independente de lugar específico. A mulher por sua vez reconheceu que ATRAVÉS do Messias, a maneira correta de Adorar, seria realizada (v.25).

Yaohu’shua revela o ETERNO (Jo 12:45)! Em cada serviço religioso que entre as canções, palmas, danças, notas musicais, ritos, tradições, bênçãos e agradecimentos ao ETERNO efetuarmos um proskyneo ao Messias Yaohu’shua, recordando e descobrindo o cumprimento das profecias nele, seu ato salvítico como o Cordeiro de UL’HIM, pronunciando nossa gratidão, amor, reconhecimento de sua messianidade, prostração e esperança de seu retorno. Não estamos diminuindo o ETERNO; diferente disto, estaremos mais próximos da plena ação de adorá-lo ao reconhecer o Seu pleno Amor, enviando-nos o Seu Único Filho para morrer em nosso Lugar (Lembre-se ...se comer da fruta, morre!).

Infelizmente na contra mão encontramos alguns judeus e evangélicos que minimizam Yaohu’shua colocando-o fora de seus méritos. O reflexo disto são sinagogas antes messiânicas que agora tornam-se sinagogas que ainda esperam o Messias chegar; almejando reconstruir o Templo e voltar a sacrificar para que “isto” ocorra (Gl 4:5)... Na mesma tendência, mas em um volume muito mais escandaloso, denominações tidas como cristocêntricas que substituíram o seu proskyneo a Yaohu’shua pela rentável teologia da prosperidade que deforma o evangelho de Yaohu’shua a um nível mutilado; cultuando – proskyneo – um terceiro deus, com seu nefasto “dom de línguas” e sua própria Lei: não perdoa (“paga-se o dízimo” para não cair em “sua“ desgraça)!

Ao reconhecer que o CRIADOR é Yaohushua, temos que ler nas entrelinhas – mediante textos das escrituras, como um todo – se Ele, como tal, “era”, “é” e “será” adorado (proskyneo) assim como o Pai?

 

Existe, naS ESCRITURAS, autorização para adoração A YAOHUSHUA?

Adoração nas Epistolas

Hebreus 1:5-6 – Pois a qual dos anjos disse jamais: Tu és meu Filho, hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe serei Pai, e ele me será Filho? E outra vez, ao introduzir no mundo o primogênito, diz: E todos os anjos do ETERNO, o adorem.

Segundo o escritor de Hebreus (provavelmente Apolo), uma ordem do Pai aos anjos para que adorassem ao Filho Unigênito. O verso também informa que não é a primeira vez (...e outra vez) que esta ordem é dada. Portanto, ANTES da Criação, ainda nos céus, o Filho do ETERNO – Mikha’ul – era adorado, como tal! YAOHU’SHUA deve ser adorado porque o Pai assim o quis!

Filipenses 2:9-11 – Tende em vós aquele sentimento que houve também em Cristo Yaohu’shua, o qual, subsistindo em forma de Deus, não considerou o ser igual ao ETERNO coisa a que se devia aferrar, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, tornando-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz. Pelo que também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu o nome que é sobre todo nome; para que ao nome de Yaohu’shua se dobre todo joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda língua confesse que Yaohu’shua Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai.

Quando Yaohu’shua venceu, o ETERNO o exaltou; e, agora todo o universo deve adorá-lo. Adorar ao Messias significa adorar também ao Pai (Jo 12:45). Então além da vontade do ETERNO, Yaohu’shua se mostrou DIGNO de toda a honra. Deve ser adorado porque nos resgatou. Yaohu’shua – nosso grande Salvador e Criador!

Pedro/Kafós confirma a exaltação que o ETERNO deu à Yaohu’shua hol’Mehushkyah e ainda informa que foi testemunha do fato:

II Pe 1:17-18 – Porquanto ele recebeu do ETERNO Pai honra e glória, quando pela Glória Magnífica lhe foi dirigida a seguinte voz: Este é o meu Filho amado em quem me comprazo; e essa voz, dirigida do céu, ouvimo-la nós mesmos, estando com Ele no monte santo (cf Mt 17:2-8).

Mas a maior revelação do direito que Yaohu’shua tem de ser adorado (já, após a ressurreição), se encontra no livro de Apocalipse.

 

Adoração no Apocalipse

Apocalipse 4:8-11 – E os quatro seres tinham, cada um de per si, seis asas, e ao redor, e por dentro, estavam cheios de olhos; e não descansam nem de dia nem de noite, dizendo: Santo, Santo, Santo, é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, que era, e que é, e que há de vir. E, quando os seres viventes davam glória, e honra, e ações de graças ao que estava assentado sobre o trono, ao que vive para todo o sempre, Os vinte e quatro anciãos prostravam-se diante do que estava assentado sobre o trono, e adoravam o que vive para todo o sempre; e lançavam as suas coroas diante do trono, dizendo: Digno és, Senhor, de receber glória, e honra, e poder; porque tu criaste todas as coisas, e por tua vontade são e foram criadas. [the Word].

Por se tratar de um texto trinitariano, realmente fica confuso se a adoração pertence tão somente ao ETERNO ou é estendida ao Filho; por isto devemos mais uma vez, recorrermos a em uma unitariana, onde lemos:

8Cada um destes seres viventes tinha seis asas, e estavam totalmente cobertos de olhos, mesmo debaixo das asas. E de dia e de noite, sem descanso, diziam: kod’shua, kod’shua, kod’shua (santo, santo, santo) é UL’HIM, que tem todo o poder, e que era, que é, e que há de vir.9E quando os seres viventes davam glórias e honras e graças àquEle que está sentado no trono e que vive para todo o sempre, 10os vinte e quatro anciãos lançaram-se aos seus pés e o adorou, esse cuja vida não tem limite de tempo, e lançaram as suas coroas diante do trono dizendo: 11Tu, nosso UL e nosso Maoro’eh, és digno de receber glória, honra e poder porque criaste todas as coisas. Sim, por tua vontade que elas existem. [ESN].

Assim neste texto, tanto o Pai (UL'HIM) quanto o Filho (UL) recebem adoração em sua mais pura essência! Lembrando que desde a cruz, o Filho subiu aos céus e sentou-se ao lado do pai - Ap 3:21. Mais...

Apocalipse 5:11-13 – E olhei, e vi a voz de muitos anjos ao redor do trono e dos seres viventes e dos anciãos; e o número deles era miríades de miríades; e o número deles era miríades de miríades e milhares de milhares, que com grande voz diziam: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor. Ouvi também a toda criatura que está no céu, e na terra, e debaixo da terra, e no mar, e a todas as coisas que neles há, dizerem: Ao que está assentado sobre o trono, e ao Cordeiro, seja o louvor, e a honra, e a glória, e o domínio pelos séculos dos séculos: e os quatro seres viventes diziam: Amém. E os anciãos prostraram-se e adoraram.

Na ESN, qualquer dúvida é desfeita:

Depois, olhei de novo e ouvi o canto de uma multidão de milhões e milhões de anjos que rodeavam o trono, os seres viventes e os anciãos, 12e cantavam com muita força: O Cordeiro, que foi imolado, é o único que é digno de receber o poder, a riqueza, a força, a sabedoria, a honra, a glória, e o louvor. 13Então ouvi toda a criatura que existe no céu, na terra, debaixo da terra e no mar exclamarem: O louvor, a honra, a glória e o poder pertencem àquEle que está sentado no trono e ao Cordeiro para sempre e sempre.

Ambos recebendo adoração; sendo que aqui,Yaohushua [ressureto] JÁ venceu a cruz! Assim os dois capítulos de Apocalipse acima apresentam Quem é adorado no céu, ou seja, AMBOS! Vemos nestas visões, o ETERNO (o PAI) e o Cordeiro (o FILHO). sendo adorados!

Segundo o Apocalipse, no céu somente "o Que está assentado sobre o Trono e o Cordeiro" são adorados. O ETERNO, porque é Santo e YAOHU’SHUA porque é Digno (venceu a cruz)... Veja estas passagens interessantes: Apocalipse 22:1 – “E mostrou-me o rio da água da vida, claro como cristal, que procedia do trono do ETERNO e do Cordeiro. Muitos, lendo este texto afirma: 'existem somente 2 (dois) tronos no céu'! Mas, isto não corresponde à Verdade. O Cordeiro passou a compartilhar do mesmo trono, que pertence ao ETERNO; vamos reler Ap 3:21 - Concederei que todo aquele que vencer se sente ao meu lado no Meu trono, tal como eu Me sentei com Meu YAOHU’ABI no Seu trono quando Me tornei vencedor. [ESN].

Apocalipse 21:22-23 Não vi nela Templo nenhum, porque UL’HIM, o Todo-Poderoso e o Cordeiro, sempre ali presentes, é que são o seu Templo. A cidade não precisa nem de sol nem de lua, porque a Glória de UL a ilumina - o Cordeiro é a sua luz. [ESN]. Não há santuário porque onde está o Pai e/ou o Filho é o local de adoração. São Eles os únicos geradores da Luz e da Vida. Não existe um terceiro!!!

 

Entenda agora quem são os adoradores e quem andará com o Cordeiro:

Apocalipse 11:1-2 – Recebi, depois disto, uma espécie de vara, que servia para medir, e o Anjo disse-me que medisse o Templo de UL, incluindo o altar, e que contasse também quantos é que nele adoram. Mas, não meças o pátio exterior, foi-me dito, porque foi entregue às nações, que pisarão o chão da cidade santa durante quarenta e dois meses.

É dada ordem a João/Yao'khanan para que meça o santuário e os adoradores. Medir significa estudar, conhecer. Precisamos conhecer os verdadeiros adoradores, para fazermos parte desse grupo, e o objeto de sua adoração, para não adorarmos quem não é merecedor, na sinagoga de satanás (falsas denominações onde se prega a adoração à um “terceiro deus”)...

A ordem ainda nos indica que esse tema é a Verdade. Veja que a ordem foi dada imediatamente após outra ordem que nós entendemos como sendo a restauração da Kehiláh de Yaohushua, antes contaminada pelo paganismo e que a Reforma não foi capaz de erradicá-la.  (Ap 10:11). Portanto, a grande verdade que a igreja deveria apresentar ao mundo é o santuário e a adoração somente ao Pai e ao Filho!

Em suma:

  No Passado – Antes do pecado Adão e Eva adoravam somente ao Pai e ao Filho, e eram acompanhados por anjos nessa adoração (Jo 38:7). Após a queda, os principais personagens quando em na presença do Criador (na forma corpórea de um Anjo) também O adoraram... Porém, nos dias da encarnação (cruz) poucos O reconheceram como sendo o próprio Criador, presente! Jo 1:11.

  No Presente – Hoje, durante o reino do pecado, o povo do Criador deve louvar ao ETERNO e ao Seu FILHO e são acompanhados pelo coro celestial nessa adoração.

  No Futuro Imediato – Durante o Reino Messiânico, em seu Trono sobre Terra, semanalmente será adorado; Is 66:19 cf Zc 8:23. At 15:16.

  No Futuro Próximo – Quando o pecado for eliminado do universo e estivermos perante o trono do ETERNO e do CORDEIRO, exaltaremos ao Que está assentado no Trono e ao Cordeiro e então os anjos, e os querubins, e os serafins repetirão em coro:

                                   

Conclusão

1) O ETERNO exige adoração exclusiva. Yaohu’shua hol’Mehushkyah, ratificou.

2) O ETERNO ordenou que ao Nome de Yaohu’shua todo joelho se dobre. Yaohu’shua hol’Mehushkyah  nunca impediu.

3) Os verdadeiros adoradores adoram ao Pai e ao Filho. Os anjos os acompanham.

4) Devemos adorar a YAOHU’SHUA porque o YAOHUH UL’HIM [o PAI] assim o quis, e principalmente porque Ele, Yaohu’shua, é nosso criador (Pv 8:22-31; Jo 1:1-3; Hb 1:10).

No passado, presente e futuro os filhos de Deus sempre adoraram; adoram; adorarão ao Pai e ao Filho e os anjos acompanharam; acompanham; acompanharão em coro: kod’shua, kod’shua, kod’shua!

 

Em tempo: E Ap 22:9? Vamos ler o seu contexto [em uma bíblia trinitariana] e procurar identificar Quem está falando com João/Yao'khanan:

6 E disse-me: Estas palavras são fiéis e verdadeiras; e o SENHOR, o DEUS dos espíritos dos profetas, enviou o Seu Anjo, para mostrar aos seus servos as coisas que em breve hão de acontecer.

7 Eis que cedo venho! Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro.

8 Eu, João, sou o que ouvi e vi estas coisas. E quando as ouvi e vi, prostrei-me aos pés do anjo que mas mostrava, para o adorar.

9 Mas Ele me disse: Olha, não faças tal; porque Eu sou conservo teu e de teus irmãos, os profetas, e dos que guardam as palavras deste livro. Adora a DEUS.

10 Disse-me ainda: Não seles as palavras da profecia deste livro; porque próximo está o tempo.

11 Quem é injusto, faça injustiça ainda: e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, santifique-se ainda.

12 Eis que cedo venho e está comigo a minha recompensa, para retribuir a cada um segundo a sua obra.

13 Eu sou o Alfa e o Ômega, o primeiro e o derradeiro, o princípio e o fim.

Portanto, lendo aqui nesta bíblia [ARA] quem esta falando com Yao'khanan e que recusou ser ”adorado” seria o próprio Yaohu’shua [cedo venho], o Anjo do ETERNO! Você que pensou ter entendido tudo, agora deve estar dizendo: que nó!!!

Não tem nó nenhum; basta ler esta passagem em uma Escritura unitariana; a ESN - 6O Anjo disse-me: Estas palavras são inteiramente dignas de confiança e verdadeiras. UL, o Criador, que inspirou os homens santos que falaram em Seu Shuam (Nome) foi quem enviou agora o Seu Anjo para mostrar, a todos aqueles que põem as suas vidas ao seu serviço, as coisas que hão de acontecer brevemente. 7Atenção, porque o Seu regresso está próximo! Feliz é aquele que guarda no coração as palavras deste livro. 8Eu, Yao'khanan, sou aquele que vi e ouvi todas estas coisas. E quando as vi e ouvi, lancei-me por terra para adorar o Anjo que me tinha mostrado tudo aquilo.9Mas, ele impediu-me: Não, não faças tal coisa! Porque eu sou teu companheiro de serviço, assim como dos teus irmãos, os que pregam em Shuam (Nome) de UL, e de todos os que aceitam o que está revelado neste livro. Só YAOHUH deves adorar. 10Não mantenhas em segredo as revelações que acabaste de pôr por escrito, mandou-me Ele. Porque já está próximo o tempo em que elas se vão cumprir.11Quem pratica o 12pecado que continue a praticá-lo. Quem é mau que continue a sê-lo. Quem é justo continue sendo justo. Quem é santo que se torne ainda mais santo. 12Virei em breve, diz, trazendo a recompensa que cada um merece de acordo com as suas obras.13Eu sou o Alef e o Tov, o primeiro e o último, a origem e o fim de tudo.

Amnao!

 

...a vida eterna é esta: que te conheçam a Ti só, como o único UL'HIM, verdadeiro; e, a Yaohu’shua hol’Mehushkyah, aquEle que Tu enviaste – Jo 17:3.

 

NOTA FINAL: Aqui usamos a palavra "deus" por termos usado citações de bíblias trinitarianas... Mas tenha em conta que esta palavra (pagã) não deve ser usada e quando necessário, deve ser substituída por UL [CRIADOR - para o Filho] ou UL'HIM [um superlativo atribuído tão somente ao ETERNO - YAOHUH UL'HIM].

VOLTAR

FINALMENTE!

CTA: Curso de Teologia Aplicada

   SAIBA MAIS...

Agora com Novos Cursos

 

Preencha o Formulário abaixo para solicitar um estudo sobre um tema específico ou dar a sua opinião sobre este estudo... Não fique com dúvidas!!!

ATENÇÃO: Verifique se o seu  email está certo; pois não teremos como responder [veja em sua caixa de email, a resposta]!

CONTATOS

[15] 9 9191-8612 (CLARO)

         9 9781-0294 (VIVO)

         9 8121-3482 (TIM)

         9 8800-1763 (OI)

falecom@cyocaminho.com.br

Horário de atendimento: 9:00/19:00hs -  Exceto das 17:00hs/sexta às 15:00hs/sábado [Reuniões do Shabbos] Horário de Brasília

 

 

DÚVIDAS

 
 

  foxyform

 

 

A Bíblia de Yaohushua!!!

 A única edição [VERDADEIRA] das Escrituras Sagradas segundo o Nome [ESN - EUC by CYC; Edição Unitariana Corrigida], totalmente sob a ótica de Jo 1:3 onde TUDO foi criado por Yaohushua, está à sua disposição! Nesta edição, muitas passagens onde os judaicos [e trinitarianos] não identificam Yaohushua, Ele está claramente identificado... Além disto, TODOS os nomes de profetas, personagens e locais geográficos estão no Hebraico Arcaico, a língua original das Escrituras. Solicite o seu exemplar e ou ADOTE estas Escrituras em sua oholyáo!!!

Veja mais informações e solicite a sua!

 

CONHEÇA: Lição Trimestral Unitariana Jovens/Adultos e Infanto-juvenil.

Lições especialmente preparadas para a Escola Sabática em sua Congregação...

CLIC AQUI  para fazer o seu pedido!

AGORA TAMBÉM COM A FUNÇÃO CARTÃO DE CRÉDITO!

 

Temas DVs

HOME

CYC

CONGREGAÇÃO

YAOSHORUL'ITA

O CAMINHO